Centenário investe na citricultura como alternativa para os produtores rurais

Imagem Destaque Centenário investe na citricultura como alternativa para os produtores rurais
Data da Publicação: 29/11/2019

A citricultura é uma das mais tradicionais atividades agrícolas, e nos últimos anos está ganhando importância no cenário econômico do Rio Grande do Sul. Em Centenário, esta atividade tem conquistado espaço nas propriedades rurais. Atualmente, segundo levantamento da Emater do município, Centenário conta com 40 agricultores que desenvolvem essa atividade. Aproximadamente 80 hectares já atingiram um bom nível de produtividade, sendo que outros 40 estão em fase de implantação, o que totaliza 120 hectares cobertos por pomares de laranja em Centenário. 
O técnico da Emater Centenário, Leandro Kubiak esclarece que esta época do ano há uma necessidade de cuidados redobrados com esses pomares. “Nesta época os citricultores devem ter os cuidados necessários com o controle de pragas e doenças por meio de monitoramento e a ampliação de caldas quando necessário. As roçadas são importantes no momento em que existe disputa de micronutrientes e água, com a planta”, comentou ele. Além disso, cuidados com o solo por meio de coberturas, são importantes para evitar erosão e escorrimento de solo fértil com as fortes pancadas de chuvas e manter suas características físicas e químicas. “A produção no último ano ficou em média de 27 toneladas por hectares e a expectativa de produção é melhor para a próxima safra, pois houve boa floração e os cuidados com a atividade são melhores por ter retornos econômicos significativos para o agricultor familiar”, disse Kubiak. 
O secretário de Agricultura de Centenário, Dorival Junior Preczewski, destaca que prefeitura tem incentiva a implantação de novos pomares, além da manutenção dos que já estão em fase de produtividade, com o objetivo de incentivar os produtores rurais a buscarem alternativas de renda. “A prefeitura disponibilizou um caminhão para buscar mudas nos viveiros e distribuir para os produtores, trabalho que não acarretou em custos de frete para os produtores. A prefeitura ainda disponibiliza roçadeiras para o trabalho nos pomares, além de pulverizadores para o tratamento de citros com os fungicidas recomendados pela Emater de Centenário”, finalizou o secretário.


    Imagens da Notícia

  • Ver imagem
  • Ver imagem
  • Ver imagem
  • Ver imagem

ACESSO AS
REDES SOCIAIS